Idolátrica

Referência ao livro de Luiz Pacheco (o "escritor maldito"), O libertino passeia por Braga, a idolátrica, o seu esplendor.
Um dos livros divertidos da minha vida.

Comentários: 2

Blogger -pirata-vermelho-:

O parentesis acentua, apesar de possivelmente o ter querido apologético. O Pacheco era um cabrãozão mas não foi nunca um maldito.
Além de ter sido um portentoso escritor, foi também um portentoso gozão.
(Não era fácil nem pacífico, conviver com 'aquilo tudo'...)

quarta-feira, 16 abril, 2008  
Blogger Pedro Leite Ribeiro:

As aspas livram-me da autoria. No entanto, esse epíteto que lhe deram penso derivar dos escritos, pensamento e vida, nunca ortodoxos, nunca dispostos a obedecer a regras externas. Sob este aspecto, é apologético, sim.

quarta-feira, 04 junho, 2008  

Enviar um comentário

← Entrada

    Subir ↑