tão alto


eu vi esses tons que trazes nos olhos
nas brumas dos bosques
na pele rugosa das árvores antigas
nos musgos que cobrem as pedras dos caminhos
eu vi nesses tons que trazes nos olhos
nebulosas brilhantes
elipses de miríades de cores estonteantes
eu vi no olhar que traz esses tons
o milagre único irrepetível
de sermos das coisas vivas participantes
eu pressenti no teu olhar e nos seus tons
a existência de Deus em nós
e o amor alado dos anjos iluminados
nos tons livres dos teus olhos
eu lembrei que sei voar

Comentários: 4

Anonymous Anónimo:

que bonito! ainda bem que não esqueceste.

bj

xana

terça-feira, 07 março, 2006  
Blogger paula costa:

Bem és mesmo um poeta escondido...

quarta-feira, 08 março, 2006  
Blogger José Pedro:

:-)

quinta-feira, 09 março, 2006  
Blogger Ró:

Quantas vezes para voarmos só temos que pedir emprestadas as asas a um anjo....é tão simples!Obrigada pela visita ao nosso blog. beijo

quinta-feira, 04 maio, 2006  

Enviar um comentário

← Entrada

    Subir ↑