CCS Portugal



Uma nova ligação em "OUTROS SÍTIOS".
Através do CCS Portugal (Centro para a Cooperação e Desenvolvimento - Apadrinhamento à Distância), por uma ninharia, podemos dar um pouco de descanso aos anjos e fazer parte das coisas que eles não conseguem: pagar a escola e as vacinas às crianças que nasceram em locais vitimados há séculos pela ganância sem escrúpulos do homem branco. Temos responsabilidades, saibamos assumi-las. Colocamos arame farpado e contingentes policiais nas fronteiras entre os continentes, redigimos leis contrárias à boa hospitalidade, lemos exigências xenófobas, que a todos nos insultam, nos muros das nossas cidades, e não nos lembramos sequer de que os que emigram, refugiando-se no nosso velho e culpado continente, se não fossem obrigados não o fariam. Dar condições a esses países para se desenvolverem não é mais do que repor uma ínfima parte do que exaustiva e sistematicamente lhes tirámos ao longo de muito, demasiado tempo. Haja uma África progressiva e feliz e podemos ter a certeza que não mais veremos praias da Sicília ou do sul de Espanha pejadas de cadáveres de infortunados refugiados africanos, nem ridículas manifestações de meia dúzia de tristes carecas junto à estátua de D. Afonso Henriques em Guimarães a sujar-lhe a memória.
A minha afilhada chama-se Elsa Alexandre Madlhedlhe. É ainda mais bonita do que o nome que tem. Vive em Muhasse, uma pequena aldeia moçambicana. Passa muitas privações mas frequenta a Escola Primária, constrói um futuro. Só lhe desejo que seja muito, muito FELIZ!

Comentários: 5

Anonymous tati:

Calcula-se que o dinheiro da África em bancos estrangeiros é mais do que metade da dívida externa dos países africanos. Quem o diz é Mia Couto: "No passado, o futuro era melhor?"
http://www.cidac.pt/gasig/blog/arquivo/2005_07_01_archive.html

A ironia está em que há paises africanos escravos da sua própria riqueza. Riqueza essa que poderia acabar com toda a pobreza e que é desperdiçada ou desviada por líderes corruptos. Só lamento que a ganância não seja uma característica exclusiva do homem branco.
É certo o que dizes, há que ajudar esses países para se ajudarem a si mesmos. E louvável o que fazes.

Que haja muitos como tu, a acreditar que qualquer ajuda é melhor do que nenhuma.

Sorrisos!

quarta-feira, 24 maio, 2006  
Blogger José Pedro:

É sobejamente conhecido o caso do presidente de Angola, para dar só um exemplo. Creio que a ajuda a África terá de passar pelo boicote a dirigentes e altos funcionários corruptos. Mas como, se os banqueiros europeus, americanos e alguns asiáticos, que parecem ser o governo-sombra dos países ocidentais e ocidentalizados, são os melhores amigos dos corruptos? Comece-se a gritar! Talvez acabem por furar os tímpanos.

quarta-feira, 24 maio, 2006  
Anonymous tati:

Talvez acabe com o nosso silêncio cúmplice.

quarta-feira, 24 maio, 2006  
Blogger Mag:

Partilho dos teus ideais! Bem hajas Pedro.

quarta-feira, 24 maio, 2006  
Blogger jorgesteves:

Creio que essa é a arma: comece-se a gritar(*)...
abraço,
jorgesteves

(*) - entenda-se o grito da forma que for mais conveniente.

quarta-feira, 24 maio, 2006  

Enviar um comentário

← Entrada

    Subir ↑