Apelo da Hungria

"October 23, 1956, is a day that will live forever in the annals of free men and nations. It was a day of courage, conscience and triumph. No other day since history began has shown more clearly the eternal unquenchability of man's desire to be free, whatever the odds against success, whatever the sacrifice required." - Presidente John F. Kennedy, no primeiro aniversário da Revolução Húngara.

A Rádio Magiar Livre, em 1956.


Em 1956, as tropas soviéticas avançaram sobre a Hungria pondo fim ao sonho deste País de se libertar da opressão da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. O sonho durou 13 dias, de 23 de Outubro a 4 de Novembro. Através da rádio, esta última tentativa desesperada de obter ajuda da ONU, pedindo paraquedistas, "em nome de Deus e da Liberdade", nunca seria ouvida e, no entanto, 3 dias antes, tinha sido já solicitada oficialmente a intervenção das Nações Unidas. 20 mil pessoas morreram durante a invasão soviética. Imre Nagy, que havia assumido a chefia do governo livre, foi preso e executado. As primeiras eleições livres da Hungria só vieram a acontecer em 1990.
Curiosamente, subsiste ainda, em Portugal, uma filial, embora órfã, claro, do antigo Partido Comunista da União Soviética.

Comentários: 2

Blogger |3run0:

Oi Pedro! Obrigado por seus comentários. A respeito de 56, este diário de um garoto hungaro, ilustrado, e traduzido para o Ingles, é bem interessante:

http://www.hungarianquarterly.com/no182/2.htmlhttp://www.hungarianquarterly.com/no182/2.html

terça-feira, 24 outubro, 2006  
Blogger pedro leite ribeiro:

Obrigado!

quinta-feira, 26 outubro, 2006  

Enviar um comentário

← Entrada

    Subir ↑