Entre a História e a Lenda


Dos temas culpados do fascínio que em mim exerce a Idade Média (pecado muito comum entre aqueles que no romantismo encontram ecos da imortalidade), os que mais me apaixonam são os que se movem na fronteira entre a realidade e o sonho, o facto e a lenda. Deslocação das luzes, com o avolumar do tempo mais e mais difusas, para um território tradicionalmente tido como pertença da sombra.
Adoro esta visão de Gustave Doré: sob o olhar terno e impotente das mulheres, eternas mães, irmãs, amantes, cruzando uma paisagem urbana gótica, milhares de crianças em êxtase místico conduzidas por uma fé inquebrantável, virgens a caminho, sem o saberem, de um longínquo altar de sacrifícios.
Na Wikipédia, um pouco do pouco que se conhece.

Comentários: 2

Blogger cristina ribeiro:

Desconhecia este episódio,que originou esta expressiva gravura de Doré,cujas ilustrações enriquecem o meu exemplar da Bíblia.
E embora o D.Quixote que está na estante seja a versão traduzida por Aquilino,estou a estudar seriamente a hipótese de a oferecer a alguém (talvez como presente de aniversário:) ),para então adquirir a versão por ele ilustrada.É que enriquece muito um livro...

sexta-feira, 20 abril, 2007  
Blogger José Pedro:

Por alguma razão Doré é considerado o maior ilustrador de sempre. Neste momento, penso continuar a ilustrar postagens com gravuras dele, já que há bastantes disponíveis na Internet.

sábado, 21 abril, 2007  

Enviar um comentário

← Entrada

    Subir ↑