2,6 milhões de vítimas do comunismo têm nome


Memorial
José Milhazes no Da Rússia, refere que uma parte das estimadas doze milhões e quinhentas mil vítimas do comunismo na URSS, mais precisamente, dois milhões e seiscentas mil, têm, desde o dia 25 do corrente, o nome registado e imortalizado em uma lista publicada pela ONG russa Memorial.
Apesar de sabermos isto, se não estás de acordo com eles (entenda-se, os adoradores da Múmia) as tuas palavras servem apenas para encher chouriços.

    Subir ↑