Hora de começar a construir

"O modelo [de avaliação] até aqui proposto pelo ME não se compagina com a realidade portuguesa e muito menos com o desejado desenvolvimento educativo do País com base na qualificação do seu capital humano. Ao contrário do que diz a srª Ministra (Cfr. “A grande Entrevista”, RTP, de 6 de Março p.p.), não é um modelo avaliativo dos mais modernos e actuais em vigor na Europa. Pelo contrário, antes replica (quase plagia na íntegra) os modelos externamente impostos, por circunstâncias várias, a sistemas educativos da América Latina como os do Chile e da Colômbia" (kosmografias). Não tenho a certeza se o link Colômbia, um ficheiro pdf, é o correcto, mas fica em PREAL - Programa de Promoción de la Reforma Educativa en América Latina y el Caribe.
Fernando Cortes Leal (kosmografias), em ECOS, avança com um esboço de modelo de avaliação alternativo ao do ME. Pede "opiniões e propostas de alteração e/ou adendas" (...) "para que, nos próximos dias, se proceda à divulgação pública do documento e formalmente se faça chegar aos centros de decisão política do País." Deve, portanto, ser divulgado.

    Subir ↑